Ocupação dos leitos de UTI do HRLN por pessoas de fora do Litoral já é 80% maior em junho, comparado a maio

Nestes 21 dias de junho a Secretaria de Saúde de Caraguatatuba observou que o número de pacientes internados na UTI do Hospital Regional que não são do Litoral Norte é superior em 80% comparado a todo mês de maio.

Do total de leitos disponíveis no Hospital Regional, 40 são de UTI e 60 de enfermaria. Estes leitos funcionam como retaguarda para Caraguatatuba e as cidades do Litoral Norte.

Mesmo que a maioria dos leitos ainda seja ocupada por pacientes de Caraguatatuba, o prefeito Aguilar Junior se preocupa com a possível “nova onda” da doença, frente ao sistema de saúde.

“O aumento do número de casos em outras cidades é uma preocupação para Caraguatatuba, pois hoje o Hospital Regional é a nossa retaguarda. Caso esses leitos sejam ocupados por pessoas dessas cidades, o número de internados na UPA Covid vai aumentar. Por isso é importante continuarmos fazendo a nossa parte”, ressaltou o prefeito.

Mesmo a cidade estando à frente na vacinação contra a Covid-19, o prefeito reforça que essa “sensação de segurança” não pode ser motivo para relaxar nos cuidados com a doença.

Ele lembrou que “o número total de vacinados contra a Covid-19 ainda não traz alívio” e reforçou que “as vacinas necessitam de duas doses para atingir a reação imunológica”. Ou seja, apenas duas doses são capazes de proteger a pessoa da Covid-19, mas ainda assim todos os protocolos de segurança devem ser seguidos. Hoje, Caraguatatuba tem 36% da população vacinada com apenas a primeira dose.