Jornalista Liv Soban, autora do lançamento ‘O Encantador de Pessoas’, participa do Bate-Papo Cultural da FUNDACC

A jornalista e escritora Liv Soban é a convidada do mês de agosto para o Bate-Papo Cultural da FUNDACC (Fundação Educacional e Cultural de Caraguatatuba), na sexta-feira (6/8), às 20h. O tema do encontro é o lançamento do seu livro O Encantador de Pessoas, autobiografia que narra sua emocionante história ao lado do pai, Eduardo Heitor Soban.

A exibição da live será realizada pelo Facebook da FUNDACC (facebook.com/Fundacc) e do Arquivo Municipal Arino Sant’Ana de Barros (facebook.com/arquivopublicodecaraguatatuba), com a participação da historiadora e técnica em arquivos municipais, Denise Lemes; do jornalista e representante da Rádio Cancioneiro Caiçara, Pitágoras Bom Pastor de Medeiros; dos amigos da família, Sinato Faria e Zinho Poloni, com a mediação do coordenador de Literatura e Cursos livres da Fundação, Felipe Leite.

O Encantador de Pessoas é uma das maneiras possíveis de descrever Eduardo Heitor Soban, um arquiteto de Caraguatatuba, que, dono de uma risada vibrante e com uma maneira original e generosa de enxergar o mundo, conduzia todos a seu redor à ciranda da vida, com entusiasmo. Para nos contar da partida de Eduardo é que a filha escreve esse livro, que, apesar de conter os dilacerantes dias finais dele, trata-se de uma ode à vida, ao amor profundo, às relações honestas e a um modo intenso e singular de encarar a existência – com muito vinho, boa comida e a presença constante do mar –, mostrando, por isso mesmo, como alegria e tristeza caminham lado a lado no exercício de viver.

Emocionante, o livro é atravessado por relatos dolorosos, vividos pela família na luta contra o câncer de Eduardo; mas é também com vivacidade que Liv nos conduz pelos dias de convivência com ele, revisitando dias ensolarados de alegrias, comicidade e algum drama – um traço, revela ela, bastante familiar.

Aos nove anos de idade, a pequena Liv decidiu que ficaria com seu Babbo após o divórcio dos pais, e, desse ponto em diante, vemos os dois construírem uma relação cada dia mais próxima e particular, que Soban delineia com maestria no decorrer da obra, tornando-nos testemunhos de um encontro fulcral entre pai e filha. É com ele que Soban divide seus momentos cruciais: do primeiro beijo à perda da virgindade, sendo os dois cúmplices em tudo – e é também a ele que Soban endereça o livro, dirigindo-se sempre ao Babbo, mantendo vivo o diálogo entre os dois.

Com ele, aprendeu a dirigir, a velejar, a festejar; com ele, dividiu o amor pelos animais, a alegria de reunir amigos e familiares, a celebração da natureza, o amor à vida – elementos revelados quando perpassamos as histórias narradas pela filha.

 Soban também descreve em profundidade a relação com as tias, os primos e primas da família paterna, e retrata com profusa admiração a irmã mais velha, Eva. A autora reserva poucas palavras à mãe, que conhecemos de maneira discreta. Por meio de uma escrita coesa, levando-nos às risadas e às lágrimas com a mesma facilidade, Soban nos convida a um banquete (literário), mostrando que mantém viva a tradição do pai de receber bem quem chega à sua casa, sendo narradora e ao mesmo tempo anfitriã.

Nesta obra inaugural, a escritora insere-nos em sua vida de maneira translúcida, trazendo generosidade e afago ao leitor, compartilhando com ele tanto alguns momentos dos quais se arrepende quanto passagens que parecem saídos de um filme de ação – tudo para desenhar de forma fiel a história e trajetória do pai, e, assim, nos ajudar a compor novos afetos, rever a vida e reabitar o espanto desse mistério cotidiano. E se estamos, sobretudo, habituados a histórias familiares obtusas na literatura, Soban vem aportar um clima vibrante e comemorativo (de praia, apoio mútuo e festividade) a esta seara, mostrando que é também com vivacidade que podemos recordar aqueles que se foram, abrindo-nos para outra miríade de possibilidades.

 Em meio a um relato autêntico sobre a morte e a vida, conectando os dois de maneira majestosa e potente, O Encantador de Pessoas é um presente ao leitor, que consegue viver, por meio das páginas, a experiência de sentar-se à mesa com os Soban, transcender e lembrar: a vida é para ser experimentada.

Sobre a autora

Liv Soban é jornalista, mestre em Comunicação e Marketing pela UCA (University for Creative Arts). Há 15 anos, constrói estratégia de marcas, planos de marketing, comunicação e comercial em diversos segmentos. Atua também como relacionamento e porta-voz de empresas.

É apaixonada por pessoas, pets e vinho. Sua religião é a empatia. Acredita no amor e tem como foco colocar este sentimento em tudo que faz. Proprietária da Agência Liv 360º, se formou na Cásper Líbero e fez cursos na área de comunicação na FGV, IBMEC, USP, Copenhagen Business School e LondonSchool Of Design and Marketing.