Política: Câmara de Ubatuba antecipa votação para Presidência

Segundo o atual presidente, a antecipação da escolha da Mesa Diretora para o biênio 2023/2024 visa manter a estabilidade dos trabalhos do legislativo

Antes de iniciar a leitura dos papéis constantes do expediente da 24ª sessão ordinária, realizada nesta terça feira (17/08) o atual presidente da Câmara de Ubatuba, vereador Jorge Ribeiro (PV) realizou a eleição em votação aberta e nominal para a composição da Mesa Diretora que irá dirigir os trabalhos da Casa no biênio de 1º de janeiro de 2023 a 31 dezembro de 2024.

A votação veio em cumprimento à Resolução aprovada na sessão anterior em 11 de agosto de 2021,  cumprindo exigências do parágrafo 1º do artigo 15 do Regimento Interno da Câmara em votação aberta e nominal.

O secretário apresentou a chapa única completa protocolada na secretaria da Câmara tendo  como Presidente o vereador Eugênio Zwibelergeb (PSL) , como Vice-Presidente José Roberto Monteiro Junior (Podemos), Primeiro Vice Presidente,   Edelson Fernandes (PSC), Primeiro Secretário, Jorge Ribeiro da Silva (PV) e Segundo Secretário, Josué Lourenco dos Santos (Avante).

Na votação nominal conforme a lista de presença, a chapa foi aprovada por unanimidade e nos termos do inciso VI e VII do artigo 16 do Regimento Interno o presidente da Mesa declarou eleitos os membros integrantes da chapa única acima citados.

Disputa tumultua

O atual presidente, Jorge Ribeiro, cujo mandato termina em 2023, disse que “muitos não entenderam porque adiantar uma eleição que podia ser mais à frente mas a prerrogativa de um presidente é manter a estabilidade dentro da Instituição e a corrida nessa eleição (pelos cargos da Mesa Diretora) acaba tumultuando os trabalhos. Agora teremos mais tranquilidade para pensarmos principalmente na cidade e nas políticas públicas sem gastar tempo ou ficar pensando numa eleição vindoura. Parabenizo todos os vereadores eleitos que juntos dão base para que essa Casa de Leis possa trilhar novos caminhos”.

O vereador Eugênio Zwibelberg agradeceu o voto de confiança dos pares prometendo trabalhar a partir de 2023 pela busca da Justiça, da legalidade da ética nessa Casa de Leis, na busca da formação ou do melhoramento moral da sociedade como um todo. O que eu puder fazer para alavancar e enaltecer essa instituição, o farei, buscando sempre a mediação junto aos pares e o entendimento junto ao Executivo”.

Ele entende que “é da Câmara que a população se aproxima com mais frequência e nós temos o dever de ouvir as necessidades da população e buscar cumprir junto ao Executivo as demandas da sociedade. Institucionalmente o presidente e da Câmara tem a função de que a instituição funcione adequadamente, buscando estar sempre pela ética e pela legalidade”.