Dia 31 de maio é o último dia de Defeso do Camarão

Pesca é liberada a partir da meia-noite do dia 1º de junho

A secretaria de Agricultura, Pesca e Abastecimento da Prefeitura de Ubatuba informa que termina na terça-feira, 31 de maio, o período de defeso do camarão, iniciado em 1º de março. A medida, que proíbe a pesca e captura do camarão-rosa, camarão-sete-barbas, camarão-branco, santana ou vermelho e barba-ruça, bem como seu transporte interestadual, estocagem, beneficiamento, industrialização e comercialização, é adotada todos os anos para assegurar a reprodução dos animais e impedir sua extinção.

A pesca do camarão será liberada a partir da meia noite de quarta-feira, 1° de junho. De acordo com o Presidente Colônia de Pescadores de Ubatuba, Jerri Morais, cerca de 200 embarcações barcos de pescadores artesanais em Ubatuba devem sair ao mar assim que o período for finalizado.

Ele ainda explicou que nos primeiros 10 dias, o preço ainda deve se manter porque é o começo do retorno da frota ao mar. “Logo depois, no primeiro mês, que é a safra do camarão, esse valor deve baixar. Devido a oferta ele varia: quanto mais camarão, mais barato o quilo. O nosso carro chefe é o camarão sete barbas”, acrescentou.

Gastronomia

Para incentivar ainda mais o consumo do crustáceo e fomentar o Turismo no outono, o secretário de Turismo de Ubatuba, Alessandro Luís Morau, compartilhou que a Setur está planejando um encontro dos empresários do setor de alimentos para desenvolver estratégias que subsidiem essa campanha.

“Nossa ideia é incentivar a criação de estratégias que ficarão a critério dos empresários. São ações como, por exemplo, promover receitas especiais com a utilização do ingrediente ou promover descontos em pratos que levem o camarão”, disse.

Ele ainda complementou, reforçando a importância de ações integradas entre as pastas da prefeitura (neste caso, Agricultura e Pesca, Turismo e Meio Ambiente), enaltecendo a fartura do camarão no Litoral Norte e, ainda, viabilizando o projeto Mar sem Lixo, que visa, também a preservação ambiental.

Mar sem lixo

Com o término do defeso, também terá início em Ubatuba o projeto Mar sem Lixo’, que consiste no Pagamento por Serviços Ambientais (PSA) com o objetivo de incentivar o recolhimento de resíduos sólidos no mar. Trata-se de uma iniciativa coordenada pela Fundação Florestal (FF), da Secretaria de Infraestrutura e Meio Ambiente do Estado de São Paulo.

O PSA é voltado aos pescadores artesanais de arrasto de camarão que capturam lixo acidentalmente durante a atividade pesqueira nas áreas de proteção ambiental, o valor a ser pago aos pescadores cadastrados se dará por crédito mensal em cartão alimentação, com valor que pode variar entre R$ 200,00 e R$ 600,00 conforme o volume de material entregue.

O cadastramento dos pescadores interessados aconteceu até o dia 26 de maio.