Ações preventivas contra Dengue ajudam na queda da taxa da nova Avaliação de Densidade Larvária em Caraguatatuba

A Prefeitura de Caraguatatuba realizou durante todo mês de julho a terceira Avaliação de Densidade Larvária (ADL). Foram vistoriados 2.377 imóveis por toda cidade e o índice obtido foi de 1,3% considerado a média do município. Este número é inferior ao resultado do mês de abril que apontou taxa de 4,0% avaliada como situação de risco.

A ADL é uma ação onde os agentes do Centro de Controle de Zoonoses (CCZ) vistoriam os imóveis e coletam amostras em possíveis criadouros do mosquito Aedes aegypti para medir a infestação da dengue nos bairros. A partir disso é possível ter um panorama da situação no município.

Diante da alta taxa na última ADL, o município criou diversas estratégias para evitar um surto e conscientizar a população para eliminação de criadouros. “Assim, foram desencadeadas diversas atividades para diminuir a infestação do mosquito, como intensificação do casa a casa, bloqueio e nebulização nos locais onde foram registrados casos confirmados da dengue, explica o biólogo e coordenador das equipes de controle da dengue”, Ricardo Fernandes.

Além disso, a Prefeitura mobilizou em julho, 700 pessoas no Mutirão de Combate à Dengue. Foram vistoriadas 25 mil casas com apoio de voluntários e funcionários públicos, com orientações e bota-fora com recolhimento de bens insensíveis, sendo possíveis criadouros do mosquito.

Mesmo com o baixo resultado, o CCZ continua com trabalhos de orientação, bloqueio e nebulização, principalmente nos bairros da região norte, onde a infestação de ADL foi maior.

“O importante é o apoio da comunidade, fazendo semanalmente uma vistoria em casa para eliminar qualquer criadouro que possa acumular água limpa”, reforça Ricardo Fernandes.

Casos

Até o momento, a cidade registrou 180 casos positivos de dengue, ultrapassando todo ano de 2021, com 72 casos. Nenhum óbito foi registrado. Caso haja suspeita de focos do mosquito em seu bairro ligue no Disque Dengue, nos telefones: (12) 3887-6888 ou 156.