IFSP Caraguatatuba é a primeira instituição federal de ensino do Litoral Norte a investir em energia renovável

O Instituto Federal de Educação, Ciência e Tecnologia de São Paulo – Câmpus Caraguatatuba (IFSP Caraguatatuba), investindo na geração de energia renovável, instalou uma usina fotovoltaica em suas dependências.  O projeto, além de contribuir com a sustentabilidade, promoverá a redução dos custos fixos do câmpus, cuja economia será revertida para outros investimentos em benefício à comunidade acadêmica.

Para receber o sistema fotovoltaico, com 237 placas e capacidade de 90kWp, as calhas e o telhado foram totalmente reformados, com investimento total que soma mais de R$ 500 mil.

A partir de janeiro de 2023, data em que a geração de energia solar contabilizará os créditos em energia produzida, estima-se uma redução de até 80% na conta de energia elétrica, com base na atual média de gastos do câmpus.

De acordo com diretora geral do câmpus, Juliana Bárbara, com a instalação da usina fotovoltaica, o IF Caraguatatuba reforça seu compromisso com o meio ambiente, buscando contribuir com a redução da emissão gases poluentes, redução do aquecimento global, melhoria das águas e dos solos, melhoria das condições climáticas, dentre outros benefícios.

A direção geral do câmpus agradeceu ao reitor do IFSP, professor Silmário Batista, por apoiar os projetos do câmpus Caraguatatuba, ao pró-reitor de Administração, José Roberto, e ao diretor de infraestrutura, Fernando Gomes, por promoverem toda a assistência necessária durante a fase de planejamento e implantação do projeto. Estende, ainda, o agradecimento a toda equipe da diretoria adjunta de administração do câmpus, responsável por viabilizar a implantação, adequar instalações, acompanhar e fiscalizar o projeto durante toda a fase de implantação.