Caraguatatuba entrega primeiro serviço de acolhimento para mulheres vítimas de violência da RMVale e Litoral

A Prefeitura de Caraguatatuba entregou na manhã desta sexta-feira (06), mais um equipamento voltado aos direitos da mulher.

Pioneiro na região Metropolitana do Vale do Paraíba e Litoral Norte, o município conta agora com serviço de acolhimento provisório para mulheres vítimas de violência.

O espaço servirá para acolher mulheres acima de 18 anos de idade em situação de violência doméstica e poderão ser acompanhadas de seus filhos, se forem menores de 18 anos de idade. O serviço busca romper o ciclo de violência por elas vivenciada, podendo ficar por no máximo 30 dias.

Na casa haverá oferta de serviços com equipe multidisciplinar, encaminhamentos para rede de proteção, acesso aos direitos por meio de acolhimento especializado e apoio para reorganização de vida com promoção da autonomia, segurança e autoestima.

O local tem capacidade para acolher até 10 usuárias, que podem ser encaminhadas pelas equipes do Centro de Referência Especializado de Assistência Social (Creas), Centro Integrado de Atendimento à Mulher (CIAM) e Plantão do Creas. A equipe é composta por assistente social, psicóloga, educadora social, administrativo e segurança 24 horas.

A inauguração contou com a presença de secretários e vereadores municipais, representantes da secretaria de assistência social de Jacareí e da Diretoria Regional de Assistência e Desenvolvimento Social (Drads), além de mulheres que já vivenciaram situações de violência e superaram através dos serviços municipais.

A casa de acolhimento recebeu o nome da assistente social Danielly Patrícia Pegoretti Barbosa que durante 19 anos atuou na Secretaria de Assistência Social de Caraguatatuba, e veio a falecer em setembro de 2021, deixando exemplo de amar, servir à comunidade e ajudar ao próximo, de forma justa e dedicada.

O primo da homenageada Adriano Barbosa parabenizou o poder público pelo serviço e agradeceu a homenagem. “A Dani foi uma mulher muito especial e mostrou na sua vida o quanto é importante nos preocuparmos com o próximo. Não existe se doar mais e se doar menos, existe se doar diferente. Que essa homenagem faça com que os profissionais atuem de forma diferenciada com as mulheres que procurarem o serviço”, declarou.

Para a presidente do Fundo Social de Caraguatatuba, Samara Aguilar, a entrega do equipamento é mais um passo de apoio e força de maturação para que um dia o serviço não seja mais necessário. “Que tenhamos um olhar diferente e carinhoso no atendimento. Que seja um lugar aonde as mulheres cheguem, se estruturem, reestabelecem e consigam viver a sua vida de forma livre”, ressaltou.

O prefeito Aguilar Junior destacou a entrega como mais um projeto do plano de governo sendo cumprido e relembrou em 2016 quando idealizou os serviços voltados à mulher, como o Pró-Mulher.

“De lá pra cá foram surgindo outras demandas ao público feminino, como o Centro Integrado de Atendimento à Mulher – CIAM e agora este, mais um pioneirismo de minha gestão, criado para garantir direitos da mulher. Estou feliz de dar mais um passo, mas torço para que um dia espaço como esse não seja mais necessário e que as mulheres possam viver livres, independentes e respeitadas onde quiserem. Quero deixar o legado como o homem que transformou a vida das pessoas na cidade”, concluiu.