Lewandowski é contrário à ideia de separar a pasta de segurança pública do Ministério da Justiça

O ex-presidente do Supremo Tribunal Federal (STF) Ricardo Lewandowski é contrário à divisão da pasta do Ministério da Justiça. Em conversas, ele avalia que remover a estrutura da segurança pública da alçada da Justiça “não é tão simples como tirar o paletó”.

O ex-presidente do STF é o nome favorito pelo Presidente Lula para assumir a pasta no lugar do ex-Ministro Flávio Dino.

Discreto, o magistrado aposentado apenas sorri quando perguntado se vai aceitar o convite de Lula para o lugar de Flávio Dino, que ocupará uma cadeira no Supremo Tribunal Federal (STF) em 22 de fevereiro. Após participar da cerimônia intitulada “Democracia Inabalada”, que marcou a passagem de um ano dos atos golpistas de 8 de Janeiro, Dino disse que até o fim desta semana Lula deverá anunciar o nome de seu substituto no cargo.