MINUTO DA SAÚDE: o que fazer quando surgirem os primeiros sintomas da dengue?

Os sintomas clássicos e mais comuns da dengue são fáceis de serem identificados: febre alta, dores no corpo e atrás dos olhos, coceira e manchas vermelhas na pele, prostração. Se não forem cuidados, esses sintomas podem se agravar.

Por isso, aos primeiros sinais da doença, é fundamental que o paciente procure imediatamente uma unidade de saúde.

A diretora do Departamento de Doenças Transmissíveis do Ministério da Saúde, Alda Maria da Cruz, alerta:

“Normalmente, a gente diz: ‘é só uma febrinha, vou melhorar. Amanhã, melhoro. Vou dormir e amanhã estou bem’. Não. Procure uma unidade de saúde, porque a evolução é muito rápida. Entre 5 e 6 dias, o paciente pode evoluir para óbito. Se fizermos uma intervenção precoce, podemos evitar isso [morte].”

Para a diretora, os cuidados devem ser ainda maiores para pacientes acima de 60 anos com diabetes, hipertensão e obesidade. Essas doenças crônicas acabam agravadas com a dengue.

Um cuidado fundamental é se hidratar. “Beber água. Não existe um medicamento para a dengue, mas a água é o remédio. A dengue é uma doença evitável tanto de se transmitir quanto de evoluir para a morte.”

Segundo a diretora do Departamento de Doenças Transmissíveis do Ministério da Saúde, a hidratação pode ser via oral ou mesmo endovenosa, em caso de agravamento dos sintomas da doença.

E não se esqueça: são apenas 10 minutos por semana para proteger sua família e vizinhos da dengue.

Para mais informações, acesse: www.gov.br/saude.

Pixel Brasil 61